top of page
  • Foto do escritorelos

Para extrair boas respostas, construa boas perguntas.



Hoje, gostaria de partir de um princípio comum, amplamente aceito por muitos de nós, seres humanos imperfeitos, para dividir mais uma reflexão: estamos constantemente vivenciando novos aprendizados; e eles surgem de múltiplas e distintas formas. Por exemplo, decido aprender a cozinhar um novo prato, busco os meios e pratico até alcançar o resultado desejado, de forma que, com o tempo, vire um aprendizado.


Há porém outras situações em que a oportunidade de aprender algo novo chega de forma inesperada, como em decorrência de um acidente ou adoecimento. Nestes casos, em geral, estamos menos preparados para perceber e compreender o que precisa ser transformado em nós. Não é incomum, depois de um processo dolorido, tomar consciência e iniciar um processo de mudança interna, incorporando modelos que servirão como ponte para a cura.


Neste contexto, meu convite de hoje é que possamos ampliar nossa consciência para as questões que nos afetam e que precisam ser transformadas, nos valendo para isso de perguntas. As perguntas possuem a capacidade de construir portas em lugares antes totalmente fechados e sem opções. Geralmente, estes lugares estão dentro de nós e suas paredes são erguidas com o conjunto de verdades que carregamos acerca de tudo que conhecemos e julgamos.


Estas verdades nos trazem segurança, mas também limitam o nosso processo de desenvolvimento, pois estamos presos ao que já é conhecido. Tente transitar de um estado sustentado por respostas para outro baseado em perguntas.

Experimente o seguinte exercício: a partir de um problema, busque sentir o que se passa em você e identifique seus incômodos. Uma vez identificados, faça uma pergunta direcionada ao passado a fim de encontrar alguma relação com os seus padrões de comportamento. Posteriormente, faça uma nova pergunta direcionada ao futuro, que te ajude a ressignificar a forma de pensar, sentir ou agir, e com isto, contribua com a superação do problema.


Não se preocupe em dar respostas, pois elaborar a pergunta é o mais importante e complexo. As chaves estão dentro de você e as perguntas levam a elas.

Depois, me conta se encontrou!

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page